Retinopatia Diabética

Você Sabe o que é Retinopatia Diabética?

Clínica Oftalmed - Separador

A diabetes é uma doença que afeta os níveis de glicose sanguínea, acometendo outras funções do corpo, como as pernas e olhos, como é o caso da retinopatia diabética.

 

Mais reincidente na diabetes de tipo I e II a retinopatia afeta a retina do paciente e compromete os vasos sanguíneos encontrados nos olhos, causando deformidade desses vasos, consequentemente, impedindo a circulação que possibilitam a visão.

 

Retinopatia DiabéticaDentre as retinopatias, é possível classifica-las em dois tipos:

 

Não Proliferativa

classificada como o estágio inicial da doença, de nível leve, moderado e severo. De início, pequenos aneurismas se formam na retina, dilatando os vasos sanguíneos. Em seguida, na fase moderada, a doença bloqueia alguns vasos sanguíneos oculares. Na etapa severa, diversos vasos sanguíneos são bloqueados, ocorrendo a neovascularização, que é a formação anormal de vasos sanguíneos e impedindo que os nutrientes sejam enviados para nutrir a retina do paciente.

 

Proliferativa

Outro tipo da retinopatia diabética é a proliferativa, que é a fase mais avançada da doença e afeta os nervos óticos, causando sangramento o que acarreta em hemorragias vítreas e deslocamento da retina, resultando na dificuldade para enxergar, e também, na perda de visão.

 

Sintomas causados pela retinopatia diabética:

 

  • Hemorragia vítrea (pontos de sangue ou manchas na visão);
  • Visão turva;
  • Cegueira.

 

No entanto, a doença não apresenta sintomas na sua fase inicial, sendo possível a detecção da patologia quando seu estágio já está mais avançado, se fazendo necessárias as idas ao oftalmologista para avaliações regulares e, em caso de a doença já estar em um nível mais grave, o tratamento adequado.

A Clínica Oftalmed possui os melhores tratamentos da atualidade para a retinopatia diabética. Agende seu horário conosco.

Tratamento Para a Retinopatia Diabética

Clínica Oftalmed - Separador

Visitas regulares ao oftalmologista são de suma importância para o acompanhamento do tratamento. O tratamento é feito com fotocoagulação, procedimento onde raios lasers são aplicados no olho, eliminando os vasos sanguíneos formados de forma indevida para que o sangramento não se espalhe pela retina e cause hemorragias oculares, resultado da retinopatia.

 

Retinopatia DiabéticaCasos de maior gravidade, onde a hemorragia se espalhou pela retina, a intervenção cirúrgica é necessária. A vitrectomia retira o sangue que se espalhou por conta da hemorragia, evitando a cegueira do paciente.

 

Prevenção Contra a Retinopatia

Para prevenir a doença, o portador de diabetes de tipo I e II precisa manter os níveis de glicose controlados, para que os vasos sanguíneos possam funcionar normalmente, não só na região ocular, mas por todo o corpo do paciente. Ademais, realizar o exame de fundo de olho, procedimento que avalia a estrutura ocular abrangendo retina, nervos e a mácula (região central do olho), anualmente para que uma prevenção seja feita.

A saúde da sua visão é essencial para uma boa qualidade de vida. Entre em contato.

WhatsApp chat